quinta-feira, 4 de maio de 2017

Bibliotecas itinerantes



3 de maio: início de mandato da nova presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, sucedendo a Artur Santos Silva que assegurou o cargo nos últimos cinco anos (2012-2017).
Administradora executiva da Fundação desde 1999, Isabel Mota foi eleita por unanimidade em Conselho Plenário realizado no dia 7 de dezembro do ano passado, assumindo agora a presidência executiva da Fundação nos próximos cinco anos.
No discurso de tomada de posse, a sexta titular do mais alto cargo destacou:
“Vejo a Fundação como uma instituição filantrópica, única e una, que constrói a sua identidade na diversidade da sua intervenção, da arte à ciência, da educação à beneficência, as quatro finalidades estatutárias definidas pelo nosso fundador, numa combinação equilibrada de recursos”
*
Para mim, "a Gulbenkian" é sinónimo de bibliotecas itinerantes: a minha aldeia natal recebia, uma vez por mês, a carrinha "cheia " de livros que faziam a delícia das crianças!
Nos tempos de estudante, era o ponto de encontro obrigatório para os amigos. Lá passei horas e horas, a fio, à volta dos livros, exposições de pintura, musicais, etc. Várias gerações ali criaram hábitos de cultura pelas Artes em geral e creio que ainda hoje assim é!